#035 – Arco Reflexo Simples

Os reflexos estão presentes a todo momento em nosso dia a dia, seja para nos proteger de queimaduras quando encostamos em algo quente ou que gere dor, seja para manter nossa postura e tônus muscular. Para que isto ocorra temos 3 tipos de reflexos: o reflexo de estiramento (ou miotático), o reflexo tendíneo e o […]

Os reflexos estão presentes a todo momento em nosso dia a dia, seja para nos proteger de queimaduras quando encostamos em algo quente ou que gere dor, seja para manter nossa postura e tônus muscular. Para que isto ocorra temos 3 tipos de reflexos: o reflexo de estiramento (ou miotático), o reflexo tendíneo e o reflexo de retirada (ou reflexo de flexão). Os dois primeiros são reflexos que ocorrem em nível muscular, portanto dependem de estruturas nervosas localizadas dentro dos músculos; o último ocorre em nível cutâneo, através de terminações nervosas localizadas por toda a superfície da nossa pele.

Estes tipos de reflexos ocorrem em nível medular, portanto para que eles ocorram é necessário que uma informação sensitiva (dor, temperatura ou propriocepção) chegue à coluna posterior da medula espinal, gerando uma resposta motora (movimento) que sai através da coluna anterior da medula espinal em direção aos músculos. Em termos práticos, se você encostar em uma chapa quente, essa informação sensitiva chegará à medula e rapidamente os músculos da região se contraem para retirar a mão da chapa quente e protege-la de queimaduras. Isto é chamado de arco reflexo simples e abaixo veremos os três principais tipos de arcos reflexos.

arc1

 

  1. Reflexo de Estiramento (ou Reflexo Miotático)

O reflexo de estiramento ocorre em nível muscular e pra que ele ocorra é importante salientarmos uma estrutura enrolada profundamente nas fibras musculares da região central do músculo. Esta estrutura chama-se fuso muscular ou fuso neuromuscular e é muito sensível ao estiramento (alongamento) das fibras musculares.

arc2

Quando ocorre alongamento da fibra muscular, o fuso envia sinais sensitivos à medula espinal e a resposta é uma contração deste mesmo músculo para evitar a ruptura de suas fibras, gerando uma resposta protetora. Desta mesma forma o fuso muscular também age para a manutenção do tônus muscular e de nossa postura, adaptando o grau de contração das fibras musculares de acordo com as necessidades daquele momento. O teste clássico do martelinho no tendão patelar é para testar os reflexos do fuso muscular do quadríceps e sua velocidade de reação à percussão. Porém temos reflexos em vários outros tendões além deste.

arc3

 

  1. Reflexo Tendíneo

O reflexo tendíneo ocorre também em nível muscular, só que desta vez depende de uma estrutura localizada na junção músculo-tendínea, chamada Órgão Tendinoso de Golgi (ou OTG). O OTG é sensível às forças de tensão dos músculos, portanto quando estamos segurando um peso muito maior do que nossos músculos suportam, o OTG emite um estímulo sensitivo à medula espinal e como resposta o músculo relaxa e soltamos o peso. Isso é importante para proteger os músculos de ruptura dos tendões e/ou das fibras musculares por cargas excessivas.

arc4

 

  1. Reflexo de Retirada (ou Reflexo de Flexão)

O reflexo de retirada ocorre em nível cutâneo, diferentemente dos reflexos citados anteriormente. Na pele temos milhões de terminações nervosas sensíveis à dor e ao calor, que conduzirão estes estímulos até a medula espinal. Isto é importante para proteger a nossa pele de lesões térmicas e mecânicas, gerando um reflexo motor de retirada muito rápido. Sendo assim, quando você coloca a mão numa chapa quente ou pisa em um prego, as terminações nervosas sensitivas são ativadas emitindo um estímulo à coluna posterior da medula. Nesta região ocorrerão sinapses com vários neurônios motores para que você retire sua mão da chapa evitando lesões de pele.

arc5

Recomendados para você

2 Semana da Anatomia - Anatomia Fácil

2 Semana da Anatomia - Anatomia Fácil

17 novembro, 2016

Leia mais
#044 - Funções e Doenças das Pleuras

#044 - Funções e Doenças das Pleuras

14 junho, 2016

Leia mais
#043 - Músculos da Respiração

#043 - Músculos da Respiração

8 junho, 2016

Leia mais
#042 - Volumes e Capacidades Pulmonares

#042 - Volumes e Capacidades Pulmonares

2 junho, 2016

Leia mais
#041 - Linfa, Edemas e Drenagem Linfática

#041 - Linfa, Edemas e Drenagem Linfática

2 junho, 2016

Leia mais
#040 - Tumores Malignos e Benignos

#040 - Tumores Malignos e Benignos

2 junho, 2016

Leia mais